tempo

maré

Tecnologia do Blogger.

Ministério da Saúde reforça controle sobre pagamento de internações


O Ministério da Saúde publicou, nesta segunda-feira (9), portaria que aprimora o sistema de controle sobre o pagamento de internações realizadas no Sistema Único de Saúde (SUS). O texto estabelece que, para o preenchimento das Autorizações para Internação Hospitalar (AIH) e a consequente autorização do Ministério para pagamento, será exigido que a unidade cheque, de forma online, as informações do paciente (como nome, filiação e endereço) junto à base nacional do Cartão Nacional de Saúde (Cartão SUS), que já contém 140 milhões de registros válidos.

A medida entrará em vigor em fevereiro de 2014 e garantirá que os dados fornecidos ao Ministério pelos hospitais sejam condizentes às informações indicadas pelo paciente durante atendimento no serviço de saúde. “Desde 2011, estamos aperfeiçoando nosso sistema de informações e controle sobre o banco de internações, justamente para coibir irregularidades e falhas. Os hospitais que não se adequarem às medidas ficarão impedidos de comprovar os atendimentos e, consequentemente, não receberão os recursos. Por ano, são efetivadas no SUS mais de 11 milhões de internações. Com o preenchimento online de parte da AIH, estamos avançando para mais uma fase de controle desses dados”, afirmou diretor do Departamento de Regulação, Avaliação e Controle do Ministério da Saúde, Fausto Pereira dos Santos.

O Ministério da Saúde realiza intervenções rotineiramente no Sistema de Informação Hospitalar (SIH) para evitar o pagamento indevido de atendimentos realizados no SUS. Entre 2008 e 2013, o Ministério da Saúde identificou inconsistências em 4,9 milhões de AIHs preenchidas por hospitais e autorizadas pelos gestores municipais e estaduais de saúde, que são responsáveis por abastecer o sistema nacional. A identificação prévia dessas inconsistências pelo Ministério evitou o pagamento indevido de R$ 7,1 bilhões neste período. 

O novo sistema (SISRCA) será disponibilizado pelo Ministério da Saúde em 90 dias e os hospitais deverão empregar equipamento online para ingressar os dados no sistema e consultar a base nacional. “Essa ação impedirá possíveis irregularidades como o registro de internação de pacientes que foram a óbito, duplicidade no registro de AIH e cadastro de procedimentos incompatíveis com o sexo do paciente e as várias autorizações de internação para uma mesma pessoa”, garante o diretor. As informações castradas no sistema nacional serão cruzadas com outros bancos de dados do Ministério da Saúde, como o Sistema de Informações de Mortalidade (SIM).

NOVA FERRAMENTA – Ao informar o número do Cartão SUS no registro da AIH, que é um procedimento obrigatório desde 2012, o novo sistema irá validar o cadastro desse usuário, por meio de uma busca automática na base de dados do Cartão. Desta forma, as informações de identificação dos usuários do SUS, necessárias para registro das autorizações de internações, serão preenchidas diretamente.

Caso haja alguma informação divergente da base de dados do Cartão SUS, o gestor local poderá fazer a correção no sistema, mas constará no sistema o registro de qual alteração foi realizada, quando e por quem. Contudo, algumas informações, como nome, filiação, sexo e CPF não podem ser alteradas, pois estão vinculadas à base de dados da Receita Federal.

O novo módulo estará disponível aos gestores a partir de dezembro deste ano e o seu uso deverá ser obrigatório a partir de fevereiro. Com isso, os operadores do sistema terão dois meses de adaptação.

CONTROLE – De 2008 a 2013, o Ministério da Saúde obteve, por meio de auditorias, a devolução de R$ 193 milhões aos cofres públicos – recursos que foram identificados como pagos irregularmente. Esses valores foram restituídos e empregados corretamente na assistência à população brasileira após auditorias realizadas pelo Denasus (Departamento Nacional de Auditoria do SUS), que identificaram fraudes, inclusive, em 8,8 mil internações.

OUVIDORIA – Em 2011, o Ministério criou canais com a população para avaliar a qualidade do serviço prestado e verificar possíveis irregularidades no atendimento à população, como a Carta SUS e a Ouvidoria da Rede Cegonha. Até julho deste ano, mais de 18,4 milhões de Carta SUS foram enviadas a cidadãos que ficaram internados ou realizaram algum procedimento de média e alta complexidade no SUS. A carta traz dados do cidadão, a data de entrada na unidade de saúde, o dia da alta médica, o motivo da internação e o valor pago pelo SUS no tratamento.

A Ouvidoria da Rede Cegonha já ouviu, desde maio de 2012, 155.392 mães que realizaram partos em unidades do SUS de todo o país. O questionário aplicado às mulheres contém perguntas relacionadas ao atendimento recebido, como a atenção à mulher e ao recém-nascido, por exemplo.

fonte:ministério da saude

suecos desenvolvem sacola que substitui banheiro em áreas sem saneamento básico



Atualmente no mundo,mais de 2,6 bilhões de pessoas vivem sem acesso a saneamento básico, o que corresponde a 40% da população mundial.Pensando nessa necessidade a empresa sueca peepoople desenvolveu uma idéia bastante singular,criou uma bolsa biodegradável onde são feitas as necessidades fisiológicas das populações sem saneamento evitando assim a contaminação por doenças causadas por fezes e tambem servindo como fertilizante posteriormente.


A falta de saneamento cria tremendos problemas ao redor do mundo,incluindo poluição ambiental,problemas de epidemias como cólera que causa diarréia intensa levando a pessoa a morte.sem banheiros com rede coletora de esgoto o  risco de contaminação por vermes, bactérias,e parasitas dos reservatórios de água potável é bastante relevante causando sérios problemas de saúde pública.






fonte:peepoople



Sustentabilidade:Australiano cria "máquina" de lavar roupas portátil para viagens



     O australiano Ashley Newland desenvolveu uma bolsa que pode servir como alternativa sustentável à lavagem de roupas. A criação é ideal para ser usada em viagens e não necessita de energia para funcionar.
     Apelidada de Scrubba, a bolsa é capaz de suportar a lavagem de uma demanda baixa de roupas, exigindo apenas um pequeno esforço físico. O funcionamento é muito simples: basta colocar as roupas dentro do saco impermeável, juntamente com água – que deve variar de dois a quatro litros, sabão líquido e lacrar. A segunda etapa consiste em retirar o ar que permanece no interior da bola e então esfregar as roupas contra uma placa interna flexível por 40 segundos.



Depois deste rápido processo a roupa já estará limpa e pronta para ser pendurada para a secagem ao ar livre. A Scrubba é considerada a menor máquina de lavar roupas do mundo, pois pesa apenas 145 gramas e, ao ser dobrada, cabe no bolso.Para Newland esta é a fusão entre sistemas antigos e novos para a lavagem. Enquanto, as tábuas de lavar eram usadas juntamente com baldes e outros utensílios necessários para tornar o processo eficaz, a Scrubba descarta a utilização de todos estes acessórios, sendo útil por si só.Outro argumento utilizado pelo designer é a economia financeira. Para os viajantes que costumam pagar por lavanderias para terem roupas limpas, a alternativa significa menos gastos na viagem.



O saco de lavagem está à venda pelo site da empresa no valor de USD$ 64,95, cerca de R$ 153,00.


fonte:ciclovivo

Correios poderão oferecer e-mail gratuito e criptografado para a população




Os Correios estão trabalhando para desenvolver um e-mail gratuito criptografado para a população para evitar espionagem de conteúdo. Segundo o secretário executivo do Ministério das Comunicações, Genildo Lins, a remuneração da empresa poderia ser feita por meio da venda de anúncios na página, assim como os atuais e-mails gratuitos como Gmail e Hotmail.

“É uma grande oportunidade de negócios do ponto de vista dos Correios. Os Correios do mundo hoje não vivem só de cartas, tem que encontrar novas formas de se sustentar”, disse Lins. A ideia surgiu durante o desenvolvimento de um projeto de certificação digital de mensagens, que está sendo feito pelos Correios para oferecer a empresas e pessoas físicas, mediante pagamento.

Lins disse que, apesar de o sistema ter começado a ser estudado antes das denúncias de espionagem de mensagens de brasileiros pelo governo dos Estados Unidos, as notícias recentes podem acelerar o projeto. Ele não estimou um prazo para o sistema de e-mail estar concluído, que vai depender das condições de mercado e da expectativa de receita dos Correios.

Durante entrevista coletiva, na tarde de hoje, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, reforçou a necessidade de o país ter um servidor de raiz para evitar o problema de espionagem.

fonte:agencia brasil



SUS passa a oferecer vacina contra catapora



Crianças de 15 meses que já tenham recebido a primeira dose da tríplice viral vão passar a ser vacinadas também contra catapora, incluída na vacina tetra viral, que protege ainda contra a rubéola, caxumba e sarampo. A nova vacina (injetável) substitui a segunda dose da tríplice viral.

Com a inclusão, a ideia é reduzir em 80% as internações pela doença. Por ano, cerca de 9 mil pessoas são internadas e mais de 100 morrem por causa da catapora. A vacina tetra viral tem 97% de eficácia e raramente causa reações alérgicas. A previsão do ministério é que a vacina esteja disponível em todas os 34 mil pontos de vacinação até o final do mês.

De acordo com o Ministério da Saúde, as doses já foram repassadas para as secretarias estaduais de Saúde, mas estado e município define como e quando será feita a imunização. A pasta recomenda que os pais ou responsáveis se informem no posto de saúde mais próximo de casa.


fonte: agencia brasil



Dois mil carteiros já usam smartphones para atualizar dados nos correios.


O carteiro Francisco Ramos dos Santos, de 35 anos, trabalha entregando cartas e encomendas há dez anos. Há alguns meses, ele usa um aparelho celular com acesso à internet móvel (smartphone) para atualizar todas as informações sobre a entrega de encomendas que faz durante o dia. Com isso, os usuários poderão ter informações mais precisas sobre o status do seu pedido.“Os usuários vão receber mais rápido, em tempo real. No momento da entrega, a pessoa já está sabendo a hora em que foi feita”, diz o carteiro.
     Cerca de 2 mil profissionais de todo o país já estão utilizando smartphones para atualizar em tempo real as informações sobre a entrega de encomendas. Na primeira fase, os equipamentos são usados para o serviço Sedex 10, mas a previsão é que a ferramenta seja utilizada para os demais serviços de entrega registrada.Com o uso do aplicativo pelo carteiro, o cliente tem informações na internet no exato momento em que a entrega ocorre. Atualmente, essa atualização só é feita ao fim do dia, quando o carteiro retorna para a central de entrega. A mudança também deverá gerar economia de papel, já que a lista de entregas do dia será disponibilizada no próprio smartphone.
      A nova tecnologia também agiliza o trabalho. Ramos diz que antes levava cerca de 40 minutos para fazer a prestação de contas da entrega das encomendas, processo que agora leva um minuto.“Antigamente, a gente chegava aqui nos Correios, tinha que aguardar em uma fila para fazer uma prestação de contas. Alguém organizava a fila, pegava de um em um e ia dando baixa manualmente. Hoje não, a gente chega, a gente mesmo dá baixa e não precisa de ajuda de ninguém”, explica.
      Os smartphones utilizados pelos carteiros têm um mecanismo de segurança que bloqueia remotamente seu funcionamento em caso de furto ou roubo. Os carteiros receberam um treinamento para usar os equipamentos. Mas, na avaliação de Santos, não foi difícil aprender. “Foi muito fácil, não tem segredo não”.Os carteiros estão usando o sistema nos 14 estados onde o Sedex 10 está disponível: Goiás, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Pernambuco, Piauí, Bahia, Mato Grosso do Sul, Ceará e Espírito Santo, além do Distrito Federal. A segunda fase do projeto, em processo de contratação, prevê a utilização da ferramenta para os demais serviços de entrega sob registro.

fonte:agencia brasil

Mascote da Copa inspira carro elétrico dobrável




Como alternativa à falta de espaços para grandes veículos nas vias urbanas, uma equipe da Coreia do Sul criou um carro dobrável. Além de compacto, o automóvel é elétrico e foi inspirado no tatu-bola – animal que se enrola para proteger de predadores.Assim como o 



    Mascote da Copa do Mundo de 2014, o minicarro elétrico é capaz de encolher erguendo sua parte traseira, que avança sobre a dianteira.Batizado de Armadillo-T, o automóvel foi criado por engenheiros do Instituto de Ciências e Tecnologias Avançadas da Coreia do Sul. Ele pesa 450 kg e pode atingir a velocidade máxima de 60 km/h. A carga completa das baterias dá uma autonomia de 100 km.
    Ele mede apenas 2,8 metros de comprimento e reduz para 1,65 metro quando dobrado. Com essas medidas, o motorista do elétrico tem mais chances de encontrar um local para estacionar, mesmo nas cidades mais caóticas.A tarefa de estacionar também é facilitada por um controle remoto que pode ser acionado por celular. Com esse dispositivo, o motorista consegue manobrar o carro à distância. É possível girá-lo até 360 graus.O minielétrico possui quatro motores, sendo um em cada roda. Todos eles são acionados por um conjunto de baterias de íons de lítio de 13,6 kWh. A opção facilita o sistema de dobrar o veículo.
     Um dos desenvolvedores do protótipo, o professor In-Soo Suh, explicou que o conceito do carro foi pensado originalmente em 2011. “Eu espero que as pessoas que vivem nas grandes cidades mudem suas preferências de grandes carros por elétricos menores e mais leves. O Armadillo-T pode ser uma das alternativas. Particularmente, este carro é ideal para viagens urbanas”.Suh também ressalta que teremos que enfrentar problemas ambientais mais sérios nos próximos anos e que “realmente precisamos pensar fora da caixa”. Para ele, o Armadillo-T é um ícone para o sistema de transporte do futuro.
   O projeto de pesquisa foi apoiado pelo governo coreano, pelo Ministério da Terra, Infraestrutura e Transportes e pela Agência de Infraestrutura Tecnológica da Coreia. Há tantos carros circulando nas grandes metrópoles que as vias estão transformando-se em grandes estacionamentos enfileirados. Essa questão complexa está longe de ter uma solução simples, mas os carros compactos surgem como uma alternativa, ainda que não seja ideal. 

Veja como funciona o miniétrico dobrável:





Oportunidade:Senac abre 798 vagas para cursos gratuitos em seis cidades de PE

   

 Seis cidades pernambucanas estão com inscrições abertas, até a próxima quarta-feira (4), para cursos do Programa Senac de Gratuidade (PSG). As 798 vagas, disponíveis no Recife, Vitória de Santo Antão, Glória do Goitá, Chã de Alegria, Macaparana e Moreno, são para cursos em áreas como atendimento, estética e línguas. Os interessados devem acessar o site do PSG.O programa do Senac é destinado a pessoas de baixa renda (família com renda de até dois salários mínimos), na condição de alunos matriculados ou egressos da educação básica pública ou trabalhadores empregados ou desempregados.

    Os cursos disponíveis são para assistente de cabeleireiro, maquiador, costureiro, modelagem em tecido, auxiliar de operações em logística, garçom, recepcionista, inglês básico, manicure e pedicure, auxiliar administrativo, operador de computador e almoxarife, distribuídos nas seis cidades.O resultado da seleção será divulgado na quinta-feira (5). No Recife, as matrículas devem ser realizadas na quinta e na sexta (6). Nos demais municípios, o período para matrícula é entre 6 e 10 de setembro. Outras informações sobre o processo de seleção podem ser vistos no oDocumento do Processo de Inscrição.

Do g1 pernambuco